Receba dicas de concursos - Grátis

A capitalização de juros no Código de Defesa do Consumidor.

O tema não é novo, mas volto a ele.
Em recente decisão, o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná deu provimento a um recurso interposto contra o BRADESCO em que, num determinado contrato, o banco cobrava juros capitalizados (em outras palavras, juro sobre juro).
O negócio havia sido feito a base de juros de 3,77% ao mês. Mas, ao cabo do contrato, descobriu-se que o banco capitalizava os juros, de modo que o percentual mensal ficava em 4,6575%.
Valeu o Código de Defesa do Consumidor. A informação não estava clara no contrato.


 
 
Blogger Templates